Monday Tracks #30

criolo

Ma Oeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!

Não, aqui nao é De oeken dé The Wakling Dead, mas tem gente ressucitando sim! hahaha

No último post, há quase um mês atrás, eu contei pra vocês que esta pessoa tinha começado a trabalhar epanz!

Tô muito feliz, tá tudo lindo, só que a molecada da Alemanha e adjacências tá de férias e isso significa que tá todo mundo ralando muito lá no parque, inclusive eu!

Ahhh mimimi, tô trabalhando muito! Mimimi tô cansada! Mimimi tô sem tempo e sem assunto pra postar! Mimimimimimimi….

Parece sem -vergonhice, mas fazer o que né? É  a verdade!

Até contei lá na página do blog que até prefiro ter esses hiatos esporádicos do que vir aqui e postar as coisas de qualquer jeito pra vocês!

Porque de mim, vocês terao sempre só o melhor ! ❤

Então espero que me desculpem, que ainda me amem e vamos ver como vamos conseguir manter a casa o blog em ordem e em movimento de agora em diante.

Bão, como quem não tem dinheiro conta história e quem também não tem novidade, conta história velha, vamos lá atualizar vocês com algo de diferente que eu fiz nesses últimos tempos, que não tenha sido andar de trem e ônibus! hahahahah #sadbuttrue

No último dia 11 de julho  em Colônia, Limão e eu fomos assistir ao show do Criolo, rapper e cantor de mpb esse paulista, fi de cearense como ele mesmo fala que tem trazido novos ares e nuances pra música brasileira, misturando rap, samba, soul,reaggae, blues e ritmos africanos.

Eu não conhecia muito do cara, só o que marido ouvia repetidamente em casa.

Fonte: Ceular do Limão
Fonte: Ceular do Limão

Com suas letras sempre cheias de poesia, ora muito leves, ora totalmente políticas, críticas e vorazes. Criolo deu voz à muitos que antes se calavam.

Canta o amor e a felicidade de uma forma muito particular, quase te convidando a fazer parte daquele momento que na verdade deve ter pertencido só á ele, mas ele quer dividir e a gente claro que aceita.

Mas quando seu canto aborda a sofrida e injusta realidade do nosso povo, o mesmo Criolo se transforma, enfia o dedo na ferida, regurgita verdades que todos nós sabemos, mas poucos até então tinham coragem de cantar em voz alta.

Mas pelo menos aqui em Colônia, onde pude vê-lo ao vivo, naquele palco bem pequeno e modesto, sua voz ecoou por todo lugar e se multiplicou na pequena centena de pessoas que o assistiam e comungavam com suas idéias, com seus tambores onipresentes em suas músicas e com sua missão de poder levar essa beleza de trabalho para todos os cantos do mundo.

Deu muito orgulho ver alguém de origem tão humilde conduzindo platéias por essas bandas européias. Alguém como eu, alguém como muitos leitores aqui do blog que provavelmente tiveram uma vida difícil, mas fizeram esses percalços de escada ao invés de obstáculos.

Minha música favorita até agora se chama ” Esquiva da esgrima”, que eu confesso que me tocou profundamente e parece ter sido umas das dessas músicas que a gente ouve e nao consegue mais tirar da cabeça, tanto pela melodia, quanto pelo conteúdo da letra.

E toda vez que a ouço, não sinto que canto a musica, mas sim ela que canta por mim e expurga muita coisa que só quem sabe o quão difícil foi se manter no caminho certo da vida sabe como é.

Mas conseguimos e caso não, ainda conseguiremos. Bora!

” Hoje não tem boca pra se beijar
Não tem alma pra se lavar
Não tem vida pra se viver
Mas tem dinheiro pra se contar
De terno e gravata teu pai agradar
Levar o teu filho pro mundo perder
É o céu da boca do inferno esperando você”

 

 

Ah, e também tem essa daqui que é deliciosa! ❤

* Bônus Track

 

Por hoje eu tô ficando por aqui, mas volto logo mais com outros posts e paneladas.

Sei que dou uns sumiços de vez em quando, mas eu volto, viu?

Sempre volto! Espero que vocês também!

Um beijo grande e uma ótima semana pra vocês!

 

 

* O Monday Tracks é uma blogagem coletiva criada pelo blog Idéias Sortidas*

Monday Tracks #23 e #24 e trabalho na Alemanha

UNSPECIFIED - UNDATED: In this handout image made available on March 1, 2007 by MTV, members of the band Red Hot Chilli Peppers poses for a portrait shoot. Red Hot Chilli Peppers were announced as one of the nominees for the MTV Australia Video Music Awards 2007, which take place in Sydney on April 29 at the Acer Arena.  (Handout Photo by MTV/Getty Images)
Handout Photo by MTV/Getty Images

Aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!

Segunda de novo! Que lindo! Que alegria!

* Nossa, Pam! Quanta animação numa segunda-feira que foi nublada e seguida pelo fim da temporada de Game of Thrones!*

Mas a razão é uma só e a mesma que fez eu me ausentar das redes sociais nos últimos dias:

TÔ TRABALHANDOOOOOOOOOOOO!

Já no começo do ano eu já tinha começado a mandar alguns currículos por aqui e não havia sido respondida .

Regularmente recebo e-mails ou perguntas na página do blog perguntando como se faz ou como é arrumar emprego por aqui.

A resposta é muito simples: Difícil como em qualquer lugar do mundo.

Quando a gente muda de país e tem que recomeçar a vida literalmente do zero, é muito difícil se sentir confiante o suficiente pra brigar num mercado de trabalho até então desconhecido.

Pelo menos no meu caso, a insegurança era até então o meu principal empecilho.

Fosse no idioma, na falta de formação, no próprio desconhecimento de direitos trabalhistas e o principalmente o medo de ter um tratamento diferenciado ( e nisso digo pior) por ser imigrante.

A dica que eu dou pra quem tem dúvidas sobre o assunto é: procurar, procurar um pouco, procurar mais ainda, ter um visto de permissão de trabalho e não se deixar abater!

Vagas em aberto existem aos montes, mas o complicado mesmo é achar uma que  você se sinta confiante em se candidatar e principalmente em  manter-se nela.

Não posso dizer que existe uma regra ou um passo a passo eficaz pra conseguir arrumar trabalho por aqui, até mesmo porque as variáveis são muitas.

Mas quanto melhor for o seu conhecimento do idioma, maiores serão as chances de conseguir uma vaga bacana.

Quando cheguei aqui fiz tarefas bem simples: faxina, ajudante de cozinha, babá.

Todas razoavelmente bem remuneradas e nem de longe vistas com desdém pelas pessoas, ao contrário de algumas cabecinhas do Brasil, que quando eu contava o que fazia já colocavam logo uma carinha de bunda em cena.

Mas aqui com os “Limões” o que realmente conta é que você tenha uma ocupação e não importa realmente qual seja, sendo esse  inclusive o primeiro assunto citado em qualquer conversa que se tem por aqui.

*O que você faz? Qual a sua ocupaçao?*

Mas até pra isso, você precisa ter um conhecimento pelo menos básico da língua.

Um resumo muito mais completo dessa experiência em busca de um trampo em terras germânicas tá nesse vídeo aqui embaixo do Canal Alemanizando, onde eles explicam realmente todos os detalhes de como funcionam as coisas por aqui nesse quesito.

 

E voltando pro meu novo trabalho, eu escolhi a música da semana justamente pensando nele, já que eu não só arrumei um ganha pão, como também realizei um sonho de infância, que era trabalhar num parque de diversões.

E não é um parque qualquer não, é simplesmente o oitavo maior parque de diversões e resort da Europa.

Hoje completo exatamente uma semana de parque, o que até agora rendeu muita risada, muito desespero pra me localizar dentro dele, um treinamento que incluiu passar uma manhã andando nos brinquedos e o alivio de ter finalmente uma graninha pintando no final do mês,como também a acerteza de muitos impostos sendo descontados sem dó pelos cofres da Dona Merkel!

Mas tudo bem, tô feliz por essa parte também, afinal de contas isso me faz finalmente uma cidadã colaboradora nessa terra de gigantes.

Lá no parque o meu trabalho é fazer atendimento aos clientes, vendas, resposição de mercadorias e também susbstituição dos caixas quando os mesmos tiram hora de almoço.

Isso faz com que eu tenha que andar o parque inteiro o tempo todo, já que as lojas ficam em partes separadas. Mas também faz com que eu me divirta muito e sempre possa ver o pessoal aproveitando o dia também.

Até agora minha função favorita é ficar nas lojas das montanhas russas e vender aquelas fotos maravilhosas ( só que não) que a gente pode comprar no final. Tipo essa:

182811_10151434524031517_1856861238_n

Mesmo sendo um trabalho quase exaustivo, eu confesso que tô muito feliz em ter a  oportunidade de fazer parte de algo tão grande e ao mesmo tempo importante, já que a visita ao parque é muitas vezes a realização de um sonho de muito tempo para alguns visitantes.

E tem coisa melhor que trabalhar num lugar que faz tanta gente feliz?

Pra coroar meu amor pelas montanhas russas, hoje eu dou o play com Red Hot Chili Peppers com Love Rollercoaster pra encerrar essa segunda e dar o nosso start semanal com musiquinhas legais!

Um beijo bem grande pessoal e até mais ( provavelmente com o post da Holanda que eu fiquei devendo)! Esqueci não, rá! Hahahahahha

 

* O Monday Tracks é uma blogagem coletiva criada pelo blog Idéias Sortidas*

 

 

Monday Tracks #22 Especial Rock im Revier 2015

titel-rock-im-revier

Ma oeeeeeeeeeeeeeee! * tô totalmente Silvio Santos esses dias hahahaha*

Hoje o nosso Monday Tracks não terá apenas uma música e sim três!

Exatamente! TRÊS!DREI!

Na última sexta-feira fui ao meu primeiro festival de rock/metal na Alemanha e na minha vida inteira, o Rock im Revier, na cidade de Gelsenkirchen, que fica a mais ou menos duas horas daqui de Bonn.

Substituto do festival Grüne Hölle ( que era o nome anterior), o festival quase foi cancelado por conta da baixa procura de ingressos, que foi vista como um verdadeiro fiasco considerando o line up escalado para os três dias, tendo Metallica como atração principal do dia 29( sexta), Muse no dia 30 ( sábado) e Kiss no dia 31 ( domingo).

Festivais desse tipo são normalmente uma verdadeira prova de resistência pelo o que eu já ouvi falar, mas preciso dizer que pelo menos nesse foi tudo muito tranquilo, na verdade tranquilo até demais.

Sério, chegamos ao festival antes das 13 h e saímos de lá pouco antes das duas da manhã e posso garantir pra vocês que com algumas ressalvas no show do Metallica, onde a galera realmente se rasgou de tanto pular e cantar, todo o resto dos shows foi um marasmo sem fim.

Nunca vi uma platéia tão desanimada.

A coisa foi tão feia, que saiu até em alguns jornais, que ao invés de escreverem críticas sobre os shows, lançaram às mesmas para a audiência meia-boca.

Mas enfim, eu fui pra curtir e foi exatamente o que eu fiz, apesar do frio , que tava sinistro.

E pra abrir o Monday Tracks de hoje eu começo com os franceses do Gojira.

Uma das bandas favoritas do Limão, que fez um show curto, mas impecável.

Uma das minhas músicas favoritas foi L’Enfant Sauvage, que já saiu correndo pra minha playlist.

Fonte: Google
Fonte: Google

 

 

Já no cair da noite foi a hora de conferir a atração mais esperada por mim, o Faith no More, que é uma das minhas bandas favoritas.

Depois de décadas separados, os caras finalmente se reuniram, gravaram um novo disco e saíram em turnê.

O que deu a chance de pessoas como eu,que eram pirralhos na época do auge da banda, poderem finalmente conferir as músicas que tanto adorávamos ao vivo.

Foi realmente a realização de um sonho, mesmo que eu tenha ficado num lugar péssimo e não tenha tirado nem uma foto decente do meu amor platônico favorito, Mike Patton pra guardar de lembrança.

Mas ele tava ali , cantando e brincando com sua voz poderosa bem pertinho de mim e isso já é o suficiente pra morrer feliz um dia. Mas tipo daqui a muito tempo mesmo, ok? Hahahha

 

faith-no-more-2015-tour-dates-ticket-presale-500x333
Fonte: Google

 

Meu primeiro amor! <3
Meu primeiro amor! ❤ Fonte: Google

E minha música favorita é simplesmente aquela que me fazia pular na sala de casa quando era bem pequena, Epic, que eu também chamava de ” música do peixe”.

Olhem o clipe, que vocês vão entender!

E pra fechar a noite e também o Monday Tracks de hoje, tem a atração principal da noite.

Os monstros do rock, lendários e simplesmente fantásticos do Metallica, que também estão entre os meus favoritos!

Foi simplesmente, o melhor show da minha vida até agora! E eu nunca tinha sentido tanta emoção num show de rock antes!

Parecia que a música, os riffs, as batidas tocavam dentro de mim.

Só quem presencia um concerto desse tamanho consegue entender essa emoção, que por mais que eu tente, não vou consegui descrever.

E de tantas músicas incríveis que eles nos presentearam em anos de carreira, eu escolhi The Memory Remais, que nem tocou no show, mas é realmente uma das que eu mais gosto.

metallica
Fonte: Google

 

 

 

 

E pra não dizer que não teve uma fotinho sequer, tem só essa aí embaixo.

Mas valeu muito a pena, porque eu achei maravilhosa!

E pra vocês do Brasil que gostaram ou gostam de alguma das bandas que eu citei hoje, todos os três estão confirmados para o Rock in Rio esse ano, hein!

Não vão perder essa! xD

E eu que achava que nenhuma foto do show tinha prestado! Onde volta no tempo pra ver tudo de novo? ❤️

A post shared by Pamela Pereira ( Panela) (@thepanela) on

 

E por hoje é só!

Boa semana, pessoal! Até mais!

 

 

* O Monday Tracks é uma blogagem coletiva criada pelo blog Idéias Sortidas*