Para o meu “eu” criança

Oi Milla,

vou começando já na intimidade te chamando assim.

Até mesmo porque, eu sou você daqui a trinta anos e sei que você, ou melhor, nós gostávamos mais do apelido que vovô nos deu quando éramos pequenas.

Se quiser, você pode me chamar de Pam ou de Panela.

Eu sei que você odeia que te chamem de Panela, mas eu adoro. Maturidade, saca?

As coisas mudam e nós também mudamos bastante, mas isso eu vou contar um pouquinho mais pra frente.

Eu sei que num dia como hoje, você com certeza está mais interessada em brincar e arrecadar a maior quantidade possível dos doces que serão distribuídos pela vizinhança, mas existem algumas coisas que eu gostaria de te dizer no seu dia.

Em primeiro lugar eu quero te parabenizar por ter sido uma garotinha bem bacana até agora.

Até onde me lembro, nós fomos uma criança muito querida e todo mundo parecia gostar da gente.

Você sempre foi muito educada e respeitosa, principalmente com os mais velhos e isso fazia com que sempre fôssemos elogiadas.

IMG_5549

Vovó ficava toda prosa, porque isso era um elogio indireto à ela que nos educou com muito amor apesar de ser extremamente rigorosa, algo que no seu idioma atual deve significar chata, mas não tenho mais certeza porque já estou desatualizada.

Falando em chata, esta carta não poderia ter apenas elogios à senhorita.

Que geniozinho forte hein, minha filha?

IMG_7069

Quando penso nas pirraças que você faz ( e que infelizmente pertencem também à mim) sinto uma vergonha sem tamanho e uma vontade de trocar de identidade só para não ter no currículo pérolas como:

  • Colar desenhos pela casa com as legendas ” Ninguém me ama”
  • Passar maquiagem pra fingir olho roxo só pra encrencar o irmão.
  • Rasgar revistas que papai gostava quando ele não fazia o que você queria.
  • Mentir pra amigas dizendo que tinha coisas que nunca teve só pra impressionar.

Tsc tsc, vou até parar de enumerar aqui pra não nos envergonhar mais…

Mas calma, tem um lado bom!

Você armou essas cenas na verdade por muito pouco tempo, pois como já disse antes, você é uma garotinha bacana.

Tão bacana, que aprendeu desde cedo a lidar com coisas chatas que te fortaleceram ao ponto de deixar tudo mais simples pra mim agora na fase adulta.

Me lembro que você se chateava bastante quando nos tratavam diferente por conta da nossa cor, ou quando falavam mal do nosso cabelo, que sim era todo pra cima.

IMG_4205

Pra melhorar vovó ainda fazia uma trança na lateral da cabeça e sempre que encostava na parede ela ficava em pé, igual uma antena e isso nos rendeu na escola o apelido de Vingador, lembra?

Mas você não dava a mínima. Até puxava o coro na hora da zoeira.

Essa arte eu confesso que desaprendi no caminho até aqui, e sinto falta de ser segura de mim ou de nós, como você era.

A gente cresce e fica besta e perde essa coisa maravilhosa que você tem que é nao se preocupar nem um pouquinho com o que pensam de você, porque você tem coisa muito mais importante pra se avaliar numa pessoa e uma das principais delas é a disponibildade da pessoa brincar com você.

E hoje não, eu não acho graça que façam piadas com nossas características ou escolhas e com de ninguém mais.

A maldade é algo que nasce sim com a gente, mas são os grandes que implantam isso nos peuquenos. E aqui eu faço um juramento que cresceremos aprendendo a respeitar todos indepentente do quão diferente sejam de nós. Até agora tenho cumprido, prometo!

Você deve estar curiosa pra saber como estamos agora, né?

Bom, diria que estamos indo bem.

Não casamos com o Axl Rose, se é o que você tá pensando.

Mike Patton também não…

Meu primeiro amor! <3

Esse aí menos ainda!

Fora esses maridos aí que não descolamos, ainda tiveram muitas coisas que não foram exatamente como você queria.

Não somos aeromoças, nem veterinárias, nem temos um piscina pra golfinhos no quintal da nossa casa. Aliás nem temos casa, a gente mora em apartamento.

Eu sei que você odeia, mas eu te prometo que é legal e uma gracinha.

Tem até uns bonequinhos enfeitando, paredes coloridas e uns cactos que eu tenho certeza que você iria adorar. Parece até que você quem decorou a casa e não eu alguns diriam.

Maaaas, infelizmente não temos nenhum bichinho de estimação.

Eu sei que é triste, ainda pra nós que já tivemos cabrito, cachorro, égua, tartaruga e até lagartixa.

Agora você tem uns seis gatos pelo que me lembro, mas logo você terá o dobro porque a Gisele vai ter uns filhotinhos e eles vão nascer dentro do guarda-roupa do pai.#bestdayever

Vamos às mudanças físicas?

A gente tá cheia de tatuagem!

Eu sei que você já pensa nisso! Vive se rabiscando de canetinha e vovó manda você parar porque diz que vai te dar câncer!

Mas com 18 vamos começar e bom, até agora ainda não estamos satisfeitas!

Mamãe vai ser contra, mas aí a gente tatua logo algo pra ela e ela vai se derreter toda.

Sabe outra coisa?

Não somos mais magrelas. Quem me dera!

Se eu tivesse o seu metabolismo eu comeria o dobro do que comemos hoje em dia! Bem diferente da sua época que você só entupia nossa barriga de Farinha Láctea.

IMG_7055

E lembra os peitos que você odiava e rezava todos os dias pra não crescerem de jeito nenhum? Você conseguiu!

Parabéns pra você e azar pra mim, que nunca vou poder fazer isso:

Falando em comer, aproveite bastante a fartura que você vive agora, pois a partir dos quinze as coisas vão ficar bem difíceis.

Começaremos a trabalhar aos onze pra você ter idéia, então seja lá o que você estiver fazendo agora, curta muito por mim!

Do alto dos meus trinta anos eu percebo o quanto sinto sua falta e o quanto fui ausente enquanto “eu” ainda era ” você”.

Devia ter brincado mais, rido mais, assistido ainda mais desenhos, abraçado e beijado ainda mais o Bruno, entre outras mil coisas…

E já que você tá aí pertinho dele agora e provavelmente estão se estranhando.

Dê um tempo nas diferenças e aproveite pra amá-lo já da forma como aprenderemos mais tarde, pois é muito triste ter que te dizer isso, mas ele vai nos deixar muito, muito cedo.

IMG_5551

Te disse no comecinho que algumas coisas mudaram e essa foi uma delas, a mais marcante de todas e aquela que todos os dias me faz voltar a pensar como você só pra resgatar as suas memórias de momentos que depois de tudo isso parecem mais distantes que nunca.

Pois tudo mudou…

Assim como nós também mudamos e não detestamos mais verduras e legumes, na verdade adoramos.

Não somos mais bagunceiras e limpamos nossa casa quase psicóticamente.

Aquele  seu plano de só usar talher e prato descartável pra sempre parecia genial na sua idade, mas eu te garanto que não vai dar certo!

Lembra da hiperatividade? Troque por sedentarismo!

Mas algumas coisas que ainda não mudaram tanto assim: a gente ainda odeiaaaaa dormir!

E pentear o cabelo

E mexilhão

Viu? Eu ainda sou você, pode ficar tranquila!

Sei que ao chegar ao final desta carta ainda deve estar um pouco decepcionada ao constatar que poucos dos seus sonhos se realizaram e que eu não nos levei a nenhum destino glorioso e este talvez seja o ponto principal deste texto que lhe escrevo.

A principal vitória pra mim é ter chegado até aqui, tão longe com você ainda tão viva dentro de mim e tão presente na minha personalidade e na maneira como eu vejo as coisas.

Se há uma coisa que tenho aprendido conforme envelheço nesse mundo doido, é que na verdade você quem tem me levado aos lugares onde eu devo estar.

Você ainda vive em mim todos os dias.

Na minha curiosidade, na minha imaginação turbinada, no encanto das coisas simples, no medo do escuro e dos monstros que lá moram, na capacidade de ver sempre o melhor mesmo na pior situação e principalmente na vontade de ser tudo aquilo que eu sonhar um dia ser.

O ser atualmente depende só de mim, mas o sonhar minha querida, este foi e sempre será seu.

Obrigada por me guiar até aqui e  por favor não me abandone nunca, nunquinha.

Espero que você se divirta muito na jornada até onde estou agora e te prometo que ainda farei muitas coisas incríveis pra nossa história.

Mal posso esperar pra te contar!

Um beijo grande aqui do nosso futuro!

Feliz todo dia das crianças!

Com amor,

Pam =)

IMG_5547

Anúncios

29 thoughts on “Para o meu “eu” criança

    • pammiksch 14 de outubro de 2015 / 19:30

      Num chore meu abor * e eu choro do outro lado*
      Hahahahahahaha

      Curtir

  1. Paula Oliveira 13 de outubro de 2015 / 0:43

    best carta ever! morri de rir e quis chorar. só vc, minha pam. só vc. e que saudades. como vc pode sumir assim?
    te adoro, viu? e não deixa essa panela mirim morrer nunca.

    Curtir

    • pammiksch 14 de outubro de 2015 / 19:29

      Awnnn minha Paulinha!
      Eu estou num ano “hospitalar” digamos assim! Tive que operar às pressas a minha mão com tendinite e agora tô voltando a teclar devagarinho, mas ainda meio ruim!
      Saiba qeu acompanhei teus posts mesmo não estando lá comentando como gosto de fazer!
      Mas fiquei sempre feliz em ver notícias suas chegando!
      Te adoro muitão mesmo!

      Curtir

  2. Ingrid Brandão 13 de outubro de 2015 / 1:16

    Do riso ao choro em 5 min. ❤
    O melhor de tudo é que a sua criança interior se identifica com a minha!E a festa dos Erê quando a gente se vê! hahahhhahhahahahah
    A criança interior é o melhor que a gente pode levar da vida =)

    Curtir

  3. bebis.ray 13 de outubro de 2015 / 9:12

    Que cartinha mais puro amor!
    Milla com certeza amou e mais ainda conhecer a Pamela do futuro. Assim como a Amora de hoje a ama tanto, que a deixa viver e nos encanta com essa magia pura de criança! Acho que é um orgulho mútuo sem fim! Lindas ❤

    A mocinha pegou pesado nas emoções, viu!

    Beijo grande!

    Curtir

    • pammiksch 14 de outubro de 2015 / 19:31

      Ain, assim espero amora!
      Muitas vezes eu não seu muito bem pra onde tô levando a Milla, mas mesmo nos tropeços só quero buscar uma felicidade sem tamanho pra ela e pra nós!
      Vai chegando final do ano e vou ficando muito ” emocionante”, cê sabe! Hahahahahah

      Curtir

  4. Bree 14 de outubro de 2015 / 12:02

    Ri um montão depois chorei um montão!
    Que carta linda Pam! Adorei, um beijão pra Milla!!!

    Curtir

    • pammiksch 14 de outubro de 2015 / 19:34

      Awnnnn!Brigada, Cabelinho! ❤
      Ela tá mandando um outro grandão pra você ! xD

      Curtir

  5. Tays pereira 14 de outubro de 2015 / 21:28

    Que bela carta…ou melhor, diria que é uma síntese de sua vida que me fez chorar muito. E digo isso devido as semelhanças dos acontecimentos.
    Bom tê-la de volta, e vê se não some tanto tempo.
    Tays

    Curtir

    • pammiksch 26 de outubro de 2015 / 21:20

      Awnnn, tays!
      Você sempre muito carinhosa comigo!
      Obrigada de verdade!
      Eu tô tentando nãosumir, mas por enquanto tá complicado mesmo! =(
      Um beijo bem grande ❤

      Curtir

  6. Ana 16 de outubro de 2015 / 7:00

    Own, que coisa marlinda! Ei, o Axl tb seria meu marido, mas fui a um show dele 2 anos atras e dei graças a deus de nao ter casado com ele kkkk
    bjao e melhoras

    Curtir

    • pammiksch 26 de outubro de 2015 / 21:19

      HAHAHAAHAHAHAHAHA
      Todas comemora não ter casado com ele!
      Eu hoje nem ligaria pelo fato dele ser um ” Bolota”, mas sim por ver que ele é maior mala mesmo! hahahahaha
      Brigada pela força, lindona!
      fiquei muito feliz em saber que vc voltou com seu blog, nao comento ainda porque tenho que economizar os tendões, mas leio tudo que você tem trazido de novidade!
      Um beijo beeem grande! ❤

      Curtir

  7. Ivana 19 de outubro de 2015 / 11:49

    Que texto mais lindo para celebrar a volta ao blog! Adorei!!! beijo

    Curtir

    • pammiksch 26 de outubro de 2015 / 21:21

      Devagarinho tô voltando, Ivana!
      Brigada pelo incentivo sempre!
      Um beijão pra vc! ❤

      Curtir

  8. mulhervitrola 26 de outubro de 2015 / 7:01

    saudade dos seus posts ❤

    Curtir

    • pammiksch 26 de outubro de 2015 / 21:24

      E eu com saudade de postar, Re!
      Postar aqui, no face, no Insta, comentar no blog das amigue!
      Mas eu tive que operar a mão esquerda por conta da minha tendinite que ficou brabíssima e tô meio que proibida de digitar muito e isso ainda vai durar pelo menos mais um mês! =(
      Mas ó, fiquei muito feliz em saber que meus devaneios e traquinagens fazem falta, viu?
      Ganhei o dia e ainda mais motivaçao pra voltar com tudo quando eu puder!
      Te adoro muitão!
      Obrigada por tudo, sempre! ❤

      Curtir

  9. Carol 6 de novembro de 2015 / 11:43

    Milla, Pam, Panela…. estou encantada por voces! Muito bom ter essa conversa sincera com a crianca dentro de nos! (sem acentos, sorry)

    Curtir

  10. Clayci 25 de fevereiro de 2016 / 14:11

    Muito bom saber que a Pam é linda desde o berço.
    A cartinha me comoveu, mas a Pamela está onde deveria estar.. Arrasando!

    Curtir

    • pammiksch 26 de fevereiro de 2016 / 22:03

      Awnnnnn, Clayci!
      Muito obrigada por ser sempre tão carinhosa comigo!
      Muitos beijos pra você! ❤️

      Curtir

  11. Nati 3 de maio de 2016 / 11:22

    que lindo esse texto!!!!!! me identifiquei com muitas coisas tbm! deve ser nossa idade;)

    Curtir

  12. Blog Minas Cap 9 de julho de 2016 / 19:18

    Muito Bom ! Estou sempre visitando e lendo os posts deste site, eu e minha amiga sempre estamos acompanhando este site maravilhoso.
    Gostei deste artigo, muito legal.

    Parabéns !

    Curtir

  13. GEOVANA 11 de julho de 2016 / 23:28

    Nossa que posts legal, estou amando visitar e ler os posts deste blog maravilhoso, realmente um dos melhores blog que eu amo visitar.

    Parabéns !

    Visite Meu Blog >>> Geovana

    Curtir

  14. Roman Santos 27 de julho de 2016 / 0:50

    Excelente Post ! Estou curtindo bastante lendo os posts deste blog, são todos muitos legais e interessantes, sempre gostei de blogs assim.

    Parabéns !

    Curtir

  15. Lisandra Drower 3 de dezembro de 2016 / 18:59

    Que coisa linda. Eu já fiz uma carta para o meu eu futuro, certa vez, só não lembro aonde foi parar. Sobre colar desenhos pela casa com as legendas “Ninguém me ama” (o meu caso era escrever nos móveis), passar maquiagem pra fingir olho roxo só pra encrencar o irmão (nunca tive irmão, fazia isso quando brigava com o pai) e mentir pra amigas dizendo que tinha coisas que nunca teve só pra impressionar (dizia que era rica)… acho que muita gente fez isso quando criança haha haja vergonha na cara, mas faz parte!
    Abs, Lis

    Curtir

Fala que eu te escuto ( e respondo também)!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s