Panela da Disney Parte 2

panela min

Chegando ao parque , logo de cara, a primeira emoção que eu senti foi: Tô aqui mesmo? Isso tá acontecendo?

Porque você já é atingido pela mágica no estacionamento, com todos os personagens estampados nas torres e as músicas dos filmes tocando sem parar nos auto-falantes.

Antes de entrar no parque, passamos por uma escada rolante enorme e ficamos só comemorando a nossa chegada.

Nós e todos os demais ao redor. Adultos, crianças, adolescentes,  antes mesmo de entrar de fato no parque, já estavam dançando, brincando, cantarolando as musiquinhas que nos davam as boas vindas em forma de lembrança .

A música que tocou na nossa vez, foi essa aqui. Impossível não se contagiar né?

Foram mais ou menos dez minutos de caminhadas, pulinhos e dancinhas ( exceto o Limão) até chegarmos a entrada do parque, onde claro passaríamos por uma revista nas nossas mochilas e bolsas.

A preocupação principal era se os guardas iriam confiscar nossas merendas que preparamos com tanto amor para economizar uma graninha dentro dos parques.

Passamos todos apreensivos, trocando olhares de pavor e solidariedade até ouvirmos um : C’est bon!

C’est bon ?! C’est ótimo, moço! Brigada viu? hahahaha

Merendas e farofadas à salvo, paramos uns minutinhos pra tirar as primeiras de muitas ( ou quase) fotos e decidirmos qual parque íriamos visitar.

Sim, porque todo o complexo Disney é divido em dois parques: Disneyland Park onde acontece toda a magia Disney com as princesas,o Mickey, o castelo da Cinderela, a queima de fogos e tudo mais.

E o Walt Disney Studios Park onde as atrações são para crianças maiores e adultos, com personagens mais diversificados de desenhos e filmes, especialmente os personagens da Pixar, e brinquedos e atrações com mais adrenalina e emoção.

Por votação decidimos então ir para o Walt Disney Studios para nos aventurarmos nos brinquedos mais radicais.

O nosso ingresso  dava o direito de ir em qualquer um dos dois parques, não sei dizer se normalmente existe uma diferença de preço entre um e outro, mas no nosso caso só poderíamos escolher um deles e se quiséssemos visitar o segundo teríamos pagar uma diferença, o que em números Disney significa: Caro pra caramba!

Bom, minha primeira visão dentro do parque foi uma fonte linda com o Mickey e as vassouras do filme Fantasia.

Esse foi o primeiro filme da Disney que eu vi e quem alugou pra mim foi ninguém menos que o meu amado irmão, então só ali nos meus primeiros minutos dentro do parque já comecei a ser bombardeada por emoções e boas lembranças.

mimimi

Em cada canto do parque tem lojinhas com os mais variados produtos Disney e sinceramente, cada coisa mais linda que a outra,  e com preços até bacanas se tratando de Disney e Europa.

Eu estava preparada para preços assustadores ( vide o medo de perder a merenda), mas em geral ok, provavelmente o mesmo valor que você pagaria numa loja fora do parque.

Agora chega de conversa mole e vamos para a ação!

Unanimidade na escolha do nosso primeiro brinquedo do dia foi o Twilight Zone Tower of Terror, Twilight Zone é conhecido no Brasil como o famoso programa de casos sobrenaturais ” Além da imaginação”. Os gritos daqueles que já estavam no brinquedo, só deram mais ansiedade e corremos pra fila. Limão ficou fora do passeio para segurar as mochilas (ou?).

Estamos falando de Disney e isso é sinônimo de perfeição. Cada detalhe do The Hollywood  Tower Hotel que serve de cenário para o brinquedo é impecavelmente bem feito. O jardim propositalmente abandonado, as peças antigas, as paredes rachadas, a música ambiente bem característica dos anos 30, que é a época em que os estranhos fatos do hotel aconteceram, tudo perfeito.

977197_10151434515831517_626003928_o - Kopie

A lenda diz que em meados da época de ouro de Hollywod, aquele era o o hotel favorito para as grandes estrelas  que procuravam por descanso .Em outubro de 1939, numa noite de Halloween, cinco pessoas subiram com o elevador até o último andar ( são 55 andares, oremos) quando uma tempestade violenta atingiu o edifício e eles nunca mais foram vistos.

Nem preciso explicar que a experiência do brinquedo é justamente passar pela experiência desses cinco infelizes, né? Pois vai um pouco além disso.

Depois de 20 minutos de espera na fila, finalmente passamos pela roleta do hall do hotel e fomos dirigidas a um pequeno escritório com outras pessoas, onde um funcionário muito esquisito do hotel nos recepciona e fala em francês uma série de coisas que eu não entendi. O cômodo comeca a escurecer a altura que um vídeo contando a lenda do hotel é exibido, relâmpagos e trovões fazem tudo tremer e brilhar enquanto flashs de espíritos, fantasmas ou nao sei o quê aparecem vez ou outra, fizeram os cabelinhos do meu braço se arrepiarem frenéticamente.

Fomos todos apressados para uma outra parte, onde todos os grupos eram divididos, e toda a construção era muito sombria e sinistra. Sem saber pra onde ir perguntei para um funcionário do “hotel” para onde eu deveria seguir.

Com um sorriso muito estranho ele respondeu : Para algum lugar…

Com um outro sorriso ainda mais estranho perguntou quantas éramos e vendo que éramos três disse para ficarmos no número 1 e disse : Esse é número da sorte de vocês, ou não…

Credooooo!

Quando nosso elevador chegou, cada grupo sentou nas cadeiras referentes aos números( a nossa foi a  da frente, rá) e fomos informados em francês sobre os procedimentos de segurança, o que no nosso caso foi a experiência mais assustadora até o momento! O desespero nos nossos rostos deve ter sido divertidíssimo para os demais presentes.

Mais alguns minutos de espera no elevador e fomos informadas que o mesmo estava quebrado, mas tudo isso ao meu ver também fazia parte da encenação, pois pouco tempo depois de trocarmos do elevador ainda tensos coma palavra ” quebrado”, fomos rapidamente despachados para a dimensão onde os fantasmas daqueles que morreram no elevador ainda habitavam.

Um show incrível com projeções dos fantasmas, um passeio por outra perspectiva do hotel, onde após nos olharmos num grande espelho percebemos que em breve viraíamos fantasmas também. E então tudo fica escuro e começamos a cair numa velocidade que eu nem sei descrever, para depois subirmos ainda mais rápido. O cinto de segurança é totalmente trivial nesse caso, porque nao impede que a gente saia da cadeira, e isso é de um terror absurdo! Aqui!

Uma subida frenética em segundos e a porta do elevador abre e vemos todo o parque à nossa frente, 60 metros abaixo e apo´s tanto breu, a claridade machuca os olhos. A porta fecha, caímos um pouco, abre novamente e fecha enquanto tomamos mais um tranco e o elevador pára e aí já sabemos que a única possibilidade seguinte é cair com tudo.

Eu não sei e nem quero imaginar  despencar 55 andares com um elevador, mas mesmo nessa brincadeira, sabendo que estava segura, a sensação foi de um pânico tao grande que os gritos saíam da minha boca sem eu perceber ou sem parar pra respirar.

A queda não dura nem um minuto, mas a sensação de medo e pernas bambas demoraram quase 1 hora pra passar.

Uma imagem que vale mais que mil palavras
Uma imagem que vale mais que mil palavras

Continuando no passeio no Studio Tram Tour : Behind the Magic, um passeio superlegal mostrando um pouco dos bastidores do mundo do cinema. Peças  peretecentes a cenários famosos, como Pearl Harbor, 101 Dálmatas, Con Air, demosntrações de efeitos especiais  onde dentro do carrinho pudemos assistir a criação de chuva, tempestade, incêndio, explosões, terremotos e inundações. também pudemos passerar por dentro de uma Londres incrivelmente recriada para retratar o filme Reino de Fogo, com direito a dragão cospindo fogo!

SAM_8139

Já famintos paramos pra fazer uma boquinha na lanchonete bacanérrima, e olha que o precinho foi camarada, viu?

10 € por um trio normal ( Hamburguer, batata, refri e ainda podia escolher entre salada de frutas ou brownie para sobremesa).

SAM_8192

Depois de encher as barrigas, decidimos fazer coisas mais tranquilas para não vomitar nas pessoas e  então seguimos para atrações com mais entretenimento e menos saculejo.

SAM_8202

Fomos para o simulador de feitos especiais do filme Armaggedon, onde passamos o verdadeiro perrengue de sentir como seria se a nossa nave espacial fosse atingida por pedaços de asteróides. Explosões, tremores, muita fumaça e muitos pais sem noção que levaram crianças que quase tiveram um treco de tanto chorar. Aqui!

Passeio seguinte foi escolha do Limão, que até então coitado, só segurava mochila.

977016_10151434516081517_783848649_o

O Stunts Show Spetacular, onde dublês fazem ao vivo todas as manobras incríveis dos fimes de ação. Dentro do show também tem apresentação do Relâmpago McQueen do Filme Carros e a criançada foi à loucura!

Demos uma paradinha numa lanchonete que era dividida entre a cantinha do High School Musical e a outra parte decorada como um navio pirata onde a trilha sonora do filme tocava sem parar.

E aqui meus amigos, começa a minha desventura na Disney, pois algo que nunca aconteceu comigo durante toda a minha vida no Brasil, aconteceu aqui.

Por volta de 16 h nos reunimos à multidão que já esperava a notória Disney Parade, aquele desfile dos personagens que todo mundo espera pra ver. mas neste parque em questão, por não ser a Disneyland em si, a parada foi muito curta com apenas alguns personagens desfilando em carros.

Mas pudemos ver o Pateta, O pato Donald, Mary Poppins, Ariel, Lilo & Stitch, Mickey, Minnie, Alladin e Jasmine, minha linda Branca de Neve e o momento master da parada, quando mandamos beijos pra Rainha má da Branca de neve e pro Caçador.

O Caçador escondeu o rosto ao estilo ” vergonha alheia por vocês” e a Rainha após fazer várias caras de desprezo infinto por nós, nos saudou com um ” Thank You” fenomenal.

E voltando a minha desventura, a parada acabou e todas as pessoas seguiram com eles, enquanto íamos no caminho oposto para ver outros brinquedos .E foi aí que eu me dei conta de que tinha algo errado, quando meu celular caiu no chão e eu finalmente percebi que minha bolsa estava aberta. Olhei já sabendo o que tinha acontecido e mesmo sem acreditar, continuei revirando minha bolsa, minhas coisas, tudo em vão porque já tinham roubado minha carteira.

Nao sei se caiu ou alguém pegou, mas considerando tudo que eu já tinha feito, corrido, pulado e despencado durante o dia todo sem perder nada da bolsa, fica difícil imiaginar que a minha carteira tenha caído simplesmente durante uma caminhada.

O desespero tomou conta de mim, primeiro por causa do meu recém concedido visto de permanência que é minha identificação aqui junto com o passaporte ( que estava em segurança dentro da bolsa, ufa) e claro por causa do meu pobre dinheirinho de desempregada que eu levei humildemente pra comprar umas lembrancinhas desse dia tão especial.

Pegamos informação com um funcionário do parque ( um dos poucos que falava inglês) e ele sugeriu que fôssemos ao Achados e Perdidos para comunicar o sumiço e pedir a filmagem do parque para ter alguma pista.

No Achados e Perdidos, fomos informados que NÃO existiam câmeras no parque e a filmagem seria impossível de mostrar, porque nao tem e pronto. Expliquei tudo o que havia acontecido e por ter mencionado o meu visto, eles pareceram realmente muito preocupados em me ajudar a reaver a carteira e de certa forma todos os funcionários pareciam não estar nem um pouco surpresos quando eu dizia que minhas coisas sumiram durante a parada. Preenchi um formulário, assinei uns papéis e ouvi de uma funcionária a frase mais enigmática do dia que foi a seguinte: ” Se roubaram mesmo sua carteira, eles vão vir aqui devolver. Mas vão pegar o dinheiro com certeza e aí depois entregam aqui. Se fizerem isso ligamos pra você ou você pode vir aqui depois das 19 h, quando parque fecha”.

Voltamos para o parque, fizemos e refizemos o nosso caminho várias vezes e nada.

Cerca de 45 minutos depois, minha cunhada nos liga da Alemanha dizendo que a Disney ligou pra casa e avisando que haviam encontrado minha carteira.

Voamos para o Achados e Perdidos e depois de quase implorar pra devolverem minha carteira, porque mesmo com minha identidade com foto dentro, eles relutavam a me devolver, me fazendo repetir e confirmar dezenas de vezes o que eu tinha dentro dela, conversando e gesticulando uns com os outros e me ignorando completamente quando eu tentava perguntar alguma coisa. Lembra da funcionária que me disse a frase estranha, vou mudar o nome dela pra Cassandra, aquela que previa as desgraças porque aconteceu exatamente tudo o que ela falou. Humpf!

Devolveram minha carteira intacta, sem um arranhão, todos os documentos no lugar e sem nenhum tostão.

Por uns momentos quase chorei, me abati muito, porque perder dinheiro é ruim em qualquer lugar, mas perder dinheiro na Disney é devastador! Nao combina com a atmosfera, nao combina com as crianças correndo, não combina simplesmente.

Mas ladrão tem em qualquer lugar, infelizmente.

Com os documentos novamente em mãos e um pouco ( bem pouquinho) mais tranquila, decidimos ir a nossa  mais esperada atração já que nao tínhamos mais muito tempo.

964095_10151434516156517_687305092_o

Essa é a montanha russa do Aerosmith, a Rock’ n ‘ Roller Coaster avec Aerosmith.

Foi uma das maiores filas que enfrentamos o dia todo, mas toda a espera vale a pena, porque tem muita coisa legal pra ver lá dentro. Guitarras autografadas, discos de ouro, peças originais de artistas como uma roupa linda do Elvis e o próprio Aerosmith que conversa com você de dentro do estúdio .

Já na montanha russa a única coisa que eu tenho pra dizer é que foi a coisa mais louca e mais emocionate que eu já fiz.

A monta russa já acelera no começo de 0 a 80 km/ h já na “decolagem”, ela não começa devagar e acelera gradativamente como a maioria faz.

Para se ter uma noção, essa velocidade é maior do que a que os astronautas sentem quando decolam em direção ao espaço ( Wikipedia que falou) e na motanha russa é tudo tão rápido e tudo tão intenso, que mesmo durante os loopings você continua colado no seu assento. Fora o fato de ser uma monatanha russa interna ( a maioria fica do lado de fora dos parques) e a escuridao é amenizada apenas pelas luzes muito coloridas, recriando um ambiente muito louco de um show de rock.

A trilha sonora é apenas do Aerosmith e é tao alta, que parece que a cabeça vai explodir com a voz do Steven Tyler.

Eu achei muito engraçado que na nossa volta tocou justamente ” Walk this way” ( Vá por aqui), foi no mínimo inusitado, a música mandando a gente andar daquele jeito enquanto voávamos de cabeça pra baixo.

182811_10151434524031517_1856861238_n

Dá uma olhada aqui pra ver como é essa viagem, nada se compara a ver ao vivo, mas empolga do mesmo jeito.

Para encerrar nossa última visita foi ao Cinemágique, uma exbição interativa da evolução do cinema e de seu momentos mais marcantes. desde o cinema mudo, passando a adição de cores e sons, efeitos especiais, os momentos de terror, trilhas sonoras, um verdadeiro deleite pra quem ama a sétima arte. Aqui!

Me espera Flávia! o/
Me espera Flávia! o/

Uma ressalva para todos os momentos em que o filme exibia cenas com água e a platéia ficava molhada porque caía água do teto em nós. Fenomenal!

O parque é muito grande, e não conseguimos ver tudo. Faltou ver a parte do Toy Story, passear na Corrente Leste Australiana com as tartarugas de Procurando Nemo, ver o show do Stitch, andar de tapete voador, enfim, muita coisa.

Esse foi um dia que vai ficar pra sempre no meu coração, poderia escrever mais e mais sobre ele e ainda sim não conseguiria expressar toda a felicidade que eu vivi naquele lugar.

Mesmo com as coisas chatas que aconteceram, mesmo com o frio que passamos o dia todo, mas foi sem dúvida um dos melhores dias da minha vida!

Desde que eu vim pra Alemanha tenho realizado diversos sonhos e esse com certeza foi um deles.

Da menina pobre, que esperava a escola combrar as fitas em VHS pra poder ver os desenhos, que sonhava com todos aqueles contos de fadas, que carrega seu personagem favorito de um filme da Disney tatuado em si, que esperou quase sem dormir a semana toda por esse dia tao especial e que agora com esse sonho realizado vem aqui humildemente contar um pouquinho da sua experiência pra vocês.

Agradeço muito às minha amigas Cláudia e Flávia que nos convidaram pra essa viagem incrível e ao meu marido, que não importa o que eu queira fazer sempre me incentiva e me acompanha em tudo!

Todas as vezes que eu olhei pra ele no parque eu via que ele estava exausto, que não estava em seu ambiente, mas todas as vezes que eu olhei ele eu também vi que estava sempre sorrindo pra mim!

E numa próxima oportunidade voltaremos lá, só que dessa vez no Disneyland pra ver as princesas, os Piratas do Caribe e muito mais desse mundo encantado.

” Você pode sonhar, projetar, criar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo. Mas precisará de pessoas para tornar o sonho realidade. ”

– Walt Disney

Anúncios

12 comentários sobre “Panela da Disney Parte 2

  1. Silvia 27 de maio de 2013 / 18:56

    Que pena o lance da carteira Pamela… Mas que bom q vc está conseguindo realizar todos os seus sonhos! Lembro de vc no curso estudando e correndo atrás. Todo esse esforço valeu a pena!! Fico muito feliz por vc!! Beijuuu!!

    Curtir

  2. Clarissa Skrepnek 27 de maio de 2013 / 19:19

    Que lindo Pamela! Depois desse relato, até eu que nunca tive vontade de conhecer a Disney fiquei com vontade! É muito lindo ver sonhos sendo realizados e o que o amor é o que nos faz sonhar 😉
    É sempre horrível ser roubado, dá a sensação de impotência, de burrice, mesmo que não seja, mas considerando a trabalheira que é conseguir os documentos, pelo menos a carteira apareceu com seus docs… como se diz, vão-se os anéis, mas ficam os dedos.
    Bom, acho que a avó da sua amiga está certa! 🙂 Beijos e aproveite bastante suas aventuras!

    Curtir

    • pammiksch 27 de maio de 2013 / 22:13

      Foi exatamente isso que eu senti Clarissa! Me senti burra e impotente!
      Porque sempre fui muito alerta no Rio, mas lá na Disney eu tava completamente mergulhada naquele universo, eu nem imaginava que isso pudesse acontecer!
      Mas de qualquer forma, tudo foi lindo!
      Se tiver oportunidade vá mesmo à Disney, porque faz muito bem ver tanta coisa alegre acontecendo num lugar só!
      Saudades!!
      beijos

      Curtir

  3. Deza 27 de maio de 2013 / 20:27

    A beautiful and unforgettable perfect dream!

    Curtir

  4. Sueli 28 de maio de 2013 / 14:37

    Você contando o que sentiu e eu imaginando as situações, é muito maravilhoso mesmo quando realizamos um sonho. Que bacana o seu Limão de dá força e incentivo isso é muito importante em um relacionamento. Lembrei da época em que trabalhei em agencia de turismo e tive um passageiro era o pai ele estava muito aborrecido indo para Disney e quando voltou de viagem a esposa me contou que ele virou criança e repetia o brinquedo mais de uma vez mesmo com filas enormes kkk, o nosso lado criança aflora não tem jeito.Beijão.

    Curtir

    • pammiksch 29 de maio de 2013 / 11:18

      Foi incrível Sueli!
      Ninguém é velho demais pra Disney, todo mundo se solta!
      Beijos!

      Curtir

  5. Ana 29 de maio de 2013 / 19:35

    Que post lindo Pam! Você está linda d+ logo na primeira foto, uma cara de felicidade só!
    Um mega sonho realizado, acho que esse é o sonho de muita gente. Um dia quero conhecer também!
    Eu tava lendo tudo e vendo tua felicidade aí veio o lance da carteira…poxa! que pena hein? Mas pelo menos você a recuperou e não estragou o resto da programação!
    Adorei saber sobre sua viagem! Keep writing!!!
    beijos e bom feriado!

    Curtir

    • pammiksch 30 de maio de 2013 / 16:07

      Oi Aninha!
      Foi sem nenhum exagero o dia mais divertido da minha vida até agora!
      Mesmo com a chatice da carteira, que me deixou desesperada, mas tudo se resolveu no final.
      Fica a liçao pra mim e o exemplo pra quem for pra lá, pra tomar cuidado!
      Estava morrendo de saudades de escrever! Não vou sumir mais não, tô tentando arrumar um pc só pra mim! ^^
      Beijos e bom feriado pra você também!

      Curtir

  6. Carol 30 de maio de 2013 / 23:23

    Gente, toda a magia Disney e ainda em francês!
    Não tem como ser mais perfeito!

    A gente marca pra irmos lá juntas!

    Curtir

Fala que eu te escuto ( e respondo também)!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s