#1

Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!

O blog tá no ar, galera!!

Com toda essa animação e no momento muito frio, que eu dou início às atividades aqui na Panela.

Antes de qualquer coisa quero avisar a todos que eu cheguei direitinho, a viagem foi ótima minha bunda doeu de tanto ficar sentada e  finalmente chegamos aqui.

Foi muito difícil dizer adeus pra cada um dos meus amigos e  deixar pra trás toda a minha vida, a família, as referências, tudo o que eu conheço e admiro, por um motivo maior : O Limão.

Nos conhecemos no dia 23 de agosto de 2009 noRecreativo Caxiense, um lugar bem feinho, mal cuidado, mas mágico pra quem gosta do estilo. Pra mim e a maioria dos meus amigos, era um refúgio no meio de tanta poluição sonora(entendedores, entenderão).

Não lembro de muita coisa desse dia, só sei que eu não estava muito animada pra ir, nem sabia qual banda iria tocar e que minhas amigas me perturbaram muito pra que eu fosse, pois ia ser legal, mimimi, aquela coisa toda.

O fato é que meia hora ou menos após a nossa chegada, eu o vi passando. Uma cabeça loira, de alguém que era maior que todo mundo ali. Limões são altos sempre né?

Pouco tempo depois um amigo veio nos apresentar, dizendo que o amigo era alemão, que tinha me achado bonita e que a gente tinha que ficar junto. Oi?

Nunca gostei desse tipo de abordagem, na verdade eu nunca fui muito de “pegar” ninguém, eu namoro. Na verdade eu sou borracha fraca quando o assunto é flerte, mas me dá um desconto, porque o final é feliz.

A questão é que eu achei o Limão tão bonito, mas tão bonito, que eu fiquei com medo, mas por insistência das meninas, acabei cedendo aos apelos do amigo do Limão e fui finalmente conversar com ele.

Sabe quando você conhece alguém e toca uma sirene dentro de você, gritando ” É ele! É  ele!”, foi mais ou menos assim que eu me senti naquele dia.

E ao som de ” Lá vem o alemão – Mamonas Assassinas”, creiam ou não, eu dei meu primeiro dos milhões de beijos que viriam a seguir.

Na semana seguinte ele me pediu em namoro menino sério e desde então não nos desgrudamos mais. A comunicação era fácil com o meu embromation e o portuingles dele, mas as diferenças culturais e de idade ( eu com 25 e ele com 19) criavam uma abismo cada vez maior entre nós. E tudo veio a piorar quando descobrimos que ele precisaria ir embora de repente para cuidar da saúde na Alemanha.

O tempo que seguiu foi tenso pra nós dois, uma fase negra onde a nossa distancia ia além da geografia, e mesmo que precisando muito um do outro, não conseguíamos nos entender de jeito nenhum e… terminamos.

Eu achei que ia morrer, nunca tinha acreditado muito nesse sofrimento todo, porque sempre procurei ver o lado bom das coisas, mas pra essa dor não havia nada positivo que alguém ou eu mesma pudesse me mostrar. E sem nada mais a fazer, apenas aceitei que era o melhor pra nós.

Não foi o término que me fez sofrer, foi a desilusão de ter acreditado que realmente tinha encontrado o ” É ele! É ele!” e ver tudo acabar de repente.

Mas mesmo com toda essa bagunça que criamos, continuávamos amigos, companheiros e preocupados um com o outro. Nos falávamos sempre que possível, porque eu não tinha telefone fixo, nem internet na época mas ele estava sempre me esperando do outro lado pra conversar.

A vida é uma coisa realmente surpreendente e engraçada, porque muitas vezes você chora tanto por uma coisa que aconteceu e quando tudo se acalma, você já superou e já entendeu, ela vem e chacoalha tudo de novo.

E foi numa conversa totalmente aleatória no msn, eu e o Limão descobrimos que nada entre nós havia morrido ou sido deixado pra trás, apenas estávamos passando por uma espécie de purgatório ou algo assim, para sairmos dessa experiência totalmente certos de que queríamos ficar de verdade juntos, independente da distancia, da raça, da nacionalidade ou qualquer outra diferença.

Hoje eu vejo que tudo que nos aconteceu até aqui, apenas nos fortaleceu. Como se diz por aí, foi um mal necessário.

Porque tudo isso nos tornou mais unidos, mais pacientes e muito mais certos do que queríamos, e queríamos ficar juntos.

E sendo assim começou a verdadeira Operação Alemanha, pois já que ele está na faculdade e eu não quero de jeito nenhum que ele deixe de terminar os estudos por minha causa alguém tem que se formar nessa casa decidimos que seria melhor e mais fácil que eu viesse e pra isso fiz tudo que era preciso: Curso de alemão, Curso de alemão intensivo 5 vezes por semana em pleno verão, troquei de emprego, mudei muito hábitos pra me acostumar com a vida lá ( tipo falar mais baixo), corri como uma louca atrás de todos os tipos de documentos e mais do que qualquer coisa, eu esperei. Paciência não foi minha maior virtude, mas com certeza foi uma necessidade pra mim e pra ele até o dia de hoje.

Após quase 10 mil quilômetros e muito desgaste físico e emocional ao deixar tudo que eu amo do outro lado do mundo, nós finalmente estamos aqui e juntos. Eu amo esse lugar, eu gosto da paisagem, gosto da comida, gosto das pessoas, do idioma e eu amo o Limão e por ele eu iria pra qualquer lugar do mundo.

Eu sei que esse foi o primeiro post aqui na Panela e foi imenso, mas não se assuste não!

Prometo que não vou ficar escrevendo sem parar, igual uma doida! Eu só queria contar pelo menos um pouquinho da nossa história, pra dar uma noção básica de tudo que passamos, do que sentimos e de como o amor é capaz de mudar a vida de alguém.

Esse primeiro post é dedicado a você Limão, meu amigo, meu amor, meu incentivador de qualquer maluquice que eu queira fazer e razão de tudo mais que vai acontecer aqui nesse espaço. Ich liebe dich!

538722_275411369241749_31137584_n

*** O Limão se chama Limão,  porque quando nos conhecemos e eu perguntei pra ele de onde ele era, ele respondeu ” Limanha”. HAHAHAHAHAHAA Sempre vou rir disso!

Anúncios

9 comentários sobre “#1

  1. Silvia Lira 13 de fevereiro de 2013 / 12:43

    Adorei o post Pamela!!! Como vc disse as dificuldades só deram mais força e charme à história de vcs!!! Parabéns!! Küsse!

    Curtir

  2. Andressa Daniel 14 de fevereiro de 2013 / 14:32

    Onw que história prima, ♥
    QUE ESSA VIAGEM SIRVA PRA SÓ SOMAR,
    E TRAZER TODAS AS COISAS BOAS PRA VOCÊS..
    amei o 1° post do Panela rsrsrs
    E JÁ TO COM MUITAS SAUDADES

    Curtir

  3. Lu Barreto 19 de fevereiro de 2013 / 15:17

    Eu fico muito feliz por vc, minha amora linda! Casal lindo e inspirador!!!

    Curtir

  4. ticiane 19 de fevereiro de 2013 / 23:05

    Lindos….e eu tava juntinho no dia dessa foto..rsrsrr!!!!! amo vcs!!!!! para sempre!

    Curtir

  5. Carol 5 de março de 2013 / 0:58

    Hey!

    Que corajoso esse post! Muita boa sorte pra vc!!

    bjos!

    Curtir

  6. Ivana 8 de março de 2015 / 22:30

    Amei o post! Sou nova por aqui, mas já me sinto íntima pq compartilhamos mto em comum, já q tb sou brasileira e deixei tudo q amo para trás por causa de um Limão!

    Curtir

    • pammiksch 9 de março de 2015 / 13:41

      Oi Ivana!
      Que bom que você me achou e gostou do que viu por aqui!
      Pode se sentir íntima sim, pois só a gente entende quem passa ou passou por isso né?
      Tô feliz em te ter por aqui!
      Um beijo ❤️

      Curtir

Fala que eu te escuto ( e respondo também)!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s